O impacto da nutrição durante os primeiros meses de vida de cão


Por Leticia Tortola*

Para compensar A intensa atividade metabólica, um filhote requer em torno de duas vezes mais energia (kcal) do que um cão adulto do mesmo peso


É sabido que o crescimento do cão altera drasticamente as necessidades nutricionais, quando comparado a um cão adulto, mas estas são diferentes dependendo da raça/porte do cão e da fase de crescimento que esse filhote se encontra. Os períodos de crescimento são rápidos e dinâmicos, e certos nutrientes específicos são essenciais para a correta formação da musculatura, órgãos, ossos e várias funções, incluindo o desenvolvimento da visão e do cérebro.


Entre o desmame (em torno de 2 meses) e a chegada dos primeiros dentes permanentes (antes dos 7 meses), a estrutura óssea do filhote se desenvolverá rapidamente. Para compensar essa intensa atividade metabólica, um filhote requer em torno de duas vezes mais energia (kcal) do que um cão adulto do mesmo peso. Nessa fase, a dieta deve atender às suas necessidades nutricionais, mas também evitar o ganho de peso acelerado, pois a sobrecarga sobre o esqueleto durante o desenvolvimento pode levar a distúrbios osteoarticulares e a alimentação em excesso pode causar distúrbios digestivos.


Após esse período, o filhote passa por uma fase de consolidação. Ele continua crescendo, mas o crescimento diminui. Enquanto terminam de construir e solidificar sua estrutura óssea, seus músculos começam a se desenvolver. Os filhotes exigem um pouco menos de energia neste momento, embora suas necessidades permaneçam mais altas do que em um adulto do mesmo peso. Este é um período sensível para filhotes, e seu peso deve ser monitorado regularmente, pois o excesso de peso pode ter sérias consequências.


Dentre os nutrientes de destaque durante o crescimento, pode-se citar o cálcio e fósforo.

Dentre os nutrientes de destaque durante o crescimento, pode-se citar o cálcio e fósforo. Estes devem estar presentes nos níveis ótimos, e nunca devem ser suplementados quando já fornecido ao filhote um alimento comercial de qualidade e completo e balanceado. Devido à imaturidade da parede intestinal em cães jovens, em especial nos filhotes de raças gigantes, a absorção de cálcio é passiva durante esta fase e, portanto, não regulada, o que pode ocasionar sérios problemas osteo-articulares.


Em contrapartida, a inclusão de certos nutrientes pode colaborar ainda mais com a saúde e desenvolvimento do filhote. O DHA, por exemplo, é um ácido graxo da família ômega 3 que pode colaborar para o desenvolvimento neurocognitivo, especificamente na aprendizagem, memória e tarefas de função motora de cães filhotes.


Em relação ao porte/raça, o processo de crescimento é muito diferente entre eles. Um Chihuahua, por exemplo, atinge seu peso adulto por volta dos 8 meses, momento em que seu peso ao nascer se multiplicou por vinte vezes. Já um São Bernardo continuará a crescer até por volta de seus 24 meses, quando seu peso ao nascer tenha aumentado cerca de cem vezes, assim como há diferenças entre os machos e as fêmeas. Dessa forma, O WALTHAMTM Petcare Science Institute, o instituto de ciência e pesquisa da Mars Petcare, desenvolveu dez curvas de crescimento para cães, baseado no sexo e no peso adulto estimado – que estão disponíveis para download:

https://www.waltham.com/resources/puppy-growth-charts


Avaliar se o filhote se encontra dentro da sua curva de crescimento, selecionar o melhor alimento (seja seco, úmido ou mix-feeding) e a quantidade adequada são medidas que devem ser implementadas desde o desmame, a fim de promover a saúde de cães durante toda a vida deles.


*Leticia Tortola, coordenadora de Comunicação Científica – Royal Canin Brasil


Informe Nutrição - Royal Canin


Referências bibliográficas


ROYAL CANIN. "Enciclopédia do Cão." (2012).

Hemmings C. The importance of good nutrition in growing puppies and kittens. The Veterinary Nurse. 2016 Oct 2;7(8):450-6.


Lewis G. Musculoskeletal development of the puppy. Anim Ther Mag. 2019;15:41-4.

Zicker, Steven C., et al. "Evaluation of cognitive learning, memory, psychomotor, immunologic, and retinal functions in healthy puppies fed foods fortified with docosahexaenoic acid–rich fish oil from 8 to 52 weeks of age." Journal of the American Veterinary Medical Association 241.5 (2012): 583-594.


Puppy growth charts | Waltham Petcare Science Institute. www.waltham.com/resources/puppy-growth-charts

Salt C, Morris PJ, German AJ, et al. Growth standard charts for monitoring bodyweight in dogs of different sizes. PLOS One 2017;12(9).