Manejo eficaz da OA

Questionários desenvolvidos pela Elanco auxiliam médicos-veterinários no diagnóstico e estadiamento da osteoartrite canina



Crédito foto: iStock-SeventyFour


A osteoartrite canina é uma condição que pode começar a qualquer momento na vida do animal. Por isso é essencial que os médicos-veterinários tenham um bom plano para diagnosticar a OA canina em seus pacientes. E, para detecção de forma precoce, é preciso um esforço em conjunto com os tutores que, muitas vezes, não sabem identificar os primeiros sinais e sintomas da doença.


Pensando nisso, a Elanco Saúde Animal tornou-se uma das empresas pioneiras em ferramentas de diagnóstico e estadiamento da osteoartrite canina ao disponibilizar aos tutores e médicos-veterinários os questionários LOAD (Índice de Osteoartrite em Cães de Liverpool) e COAST (Ferramenta para Estadiamento da Osteoartrite Canina), que auxiliam os médicos-veterinários a determinarem de forma mais objetiva a gravidade da OA e os capacitam para monitorar a progressão da doença e avaliar a resposta ao tratamento.


“As formas de classificar a dor relacionada à osteoartrite (OA) e estadiar essa enfermidade até pouco tempo não eram objetivas. Os médicos-veterinários, muitas vezes, realizavam avaliações subjetivas de mobilidade e qualidade de vida, gerando disparidades na interpretação e dificuldades no tratamento correto”, lembra Karina Toledo, Coordenadora de Marketing Terapêuticos da Elanco.


O diagnóstico e a intervenção precoces são importantes para o manejo eficaz da OA, pois permitem o início de um plano de cuidados de longo prazo, em uma terapia conhecida como multimodal, proporcionando bem-estar e qualidade de vida ao animal.


Desenvolvido pela empresa, o LOAD é o “questionário do tutor” e deve ser o primeiro a ser preenchido para dar início ao processo de estadiamento da OA. Todo tutor que possuir um cão com qualquer suspeita ou predisposição para distúrbio articular pode preenchê-lo. Trata-se de um breve questionário de 13 perguntas simples e objetivas, sobre o estilo de vida, capacidades e limitações do cão.


Já o COAST deverá ser preenchido pelo médico-veterinário que, para completá-lo, deverá ter em mãos o resultado do LOAD (feito pelo tutor), a avaliação do PET e a avaliação da articulação, feitas pelo próprio médico-veterinário. Com esses resultados é possível chegar ao estadiamento da OA, isto é, identificar em qual estágio a doença se encontra: OA leve, OA moderada ou OA grave.


Tratamento

Para o tratamento eficaz de quadros associados à osteoartrite em cães, é recomendado um olhar sob vários ângulos e o uso de AINEs são o pilar no controle da dor e inflamação. Eleito como o melhor produto para animais de companhia no mundo em 2017 pelo conceituado Animal Pharm Award, o Galliprant™ é o primeiro AINE com ação direcionada e antagonista seletivo do receptor de prostaglandina (PRA) não inibidor da COX, o EP4, responsável primário por mediar a dor e a inflamação associadas à osteoartrite canina.



Galliprant™ não é um inibidor das cicloxigenases (COX) e, por isso, não afeta a produção dos prostanoides (prostaglandinas) e não interfere nos mecanismos homeostáticos mediados por outros receptores. As vias dos prostanoides são importantes para a manutenção do equilíbrio funcional de diversos sistemas, principalmente o gastrointestinal, renal e hepático.


“Galliprant™ foi desenvolvido para levar bem-estar para cães portadores de osteoartrite de uma forma segura. Sua prescrição é recomendada para curto, médio e longo prazo, sem riscos para a saúde do animal, com perfil de segurança exclusivo na manutenção das funções gastrointestinais, renais e hepáticas”, afirma a médica-veterinária e consultora técnica da Elanco, Dra. Mariana Cappellanes Flocke.


Qualquer que seja a sua causa, a OA é autoperpetuante — alternando entre alteração da estrutura articular, degeneração da cartilagem, dor, diminuição da flexibilidade articular e redução da amplitude de movimento. Uma vez que a progressão da doença não pode ser completamente interrompida, é importante minimizar os fatores determinantes o mais rápido possível.

Galliprant™ ajuda no tratamento da dor associada à OA, o que permite que os cães atinjam níveis adequados de exercício.1,2 Isto, por sua vez, melhora a força e a postura, facilitando a perda de peso.


Prevenção

“É recomendado que os tutores estimulem uma frequência diária de atividades físicas leves a moderadas, respeitando as orientações do médico-veterinário, evitar subidas e terrenos irregulares, monitorar o local de circulação do animal para evitar quedas, checar se o piso é escorregadio e se certificar que o pet esteja bem acomodado e protegido ao repousar”, ressalta a Dra. Mariana. O tutor deve estar atento a manifestações como dificuldade de locomoção, dor ao ser tocado ou escovado, dificuldade em encontrar posição para deitar-se e dormir, claudicação (quando o animal manca, porque está com dificuldade em se apoiar e se movimentar) e consultar o médico-veterinário de confiança ao notar qualquer diferença de comportamento.


Os formulários COAST e LOAD podem ser acessados na página oficial do Galliprant™ - www.elanco.com.br/produtos/pets/galliprant


1. -> Mele D Vet Focus 2007 4 (v1.0)

2. Goldberg ME Vet Nurs J 2017 37 (v1.0)


Informe